• : -
PortalR1.net
Picos 360

“O Prefeito de Picos é covarde”, diz o vereador Evandro Patury

O vereador da Prefeitura Municipal de Picos Evandro Patury fez um desabafo durante a sessão na câmara dos vereadores na tarde desta quinta-feira (30).

Durante seu pronunciamento ele soltou o verbo contra o prefeito de Picos Pe. Walmir Lima.

O vereador Evandro Patury indagou durante sua fala que hoje o atual gestor municipal tem 15 vereadores na oposição e os que dizem que estão com ele , só é questão de tempo para lagar.

“O padre Walmir nesses últimos tempos tem agido de uma forma que vem somando adjetivos negativos sobre sua pessoa e sobre sua postura política.  Eu diria que o rótulo mais pesado é, ingrato. Ele reage como um menino que não deram tudo que ele queria ou ele quer tudo que os outros tem. O maior rótulo na minha opinião seria ingrato, e daria outro também seria, covarde “, desabafou.

E ele ainda afirma. “O prefeito de Picos é um covarde, quem está dizendo isso é, Evandro Patury “.

De acordo com vereador  na sua primeira saída da administração o prefeito fez um  espetáculo.

“Se eu pertencer a um grupo, podem me matar eu honrarei esse grupo, então fui procurado pelo pré-candidato Araujinho e me pediu que eu relevasse  e passasse por cima do orgulho e retornar a administração por bem de um projeto mais profundo’ .

Evandro Patury continua com seu desabafo, e falou da exoneração do seu indicado para secretário municipal de Obras, Habitação e Urbanismo  Weslley Bezerra.

” Ele chamou meu secretário  Weslley Bezerra, que vinha fazendo um belo trabalho e quis botar o menino contra parede . Ele me surpreendeu foi mais macho que eu , e falou, padre Walmir o senhor sabe  da posição política do vereador Evandro “, disse.

“O que mais me espanta é que, estava cercado de cinco assessores onde ninguém abria a boca, só era testemunha do espetáculo dele . O ridículo do padre Walmir é que ele monta um pequeno circo para dá espetáculo”.

“E ele ainda acrescenta, “O homem é sem preparo, sem consílio e surpreendentemente  é um padre, um padre que deveria dar o exemplo da conduta , do favor, da abstinência, da concórdia e se apega a um poder, seu tempo acabou, seus assessores que querem sugar o último líquido da corrupção, fiquem esperto eu não vou permitir, como homem público vou estar atento”, frisou Evandro Patury.

 

 

 

Seja o primeiro a comentar